27 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 15

Ele estava envolvido com o grupinho da Ronnie, que droga logo veio em minha mente o que Ronnie me disse “você vai se arrepender”, droga ela ia usar Tommy para me atingir  depois me dei conta de tudo, “Não posso te falar , isso eu não posso falar, é pro seu bem Jane! Por favor não posso” .
- Droga! – disse indo em direção ao Tommy
- Jane! – justin disse – vem, você não vai brigar! – ele disse me segurando
- não quero brigar Justin – disse sincera – só quero esclarecer umas coisas!
- Tipo o que? Você vai la perguntar algo a eles, eles não respondem e você fica nervosa e acaba brigando e ate levando uma suspensão? – ele disse serio
- Ta, não vo la! – disse bufando e pensando realmente aconteceria isso
Fomos pra sala, Tommy não estava mais estudando na mesma sala que agente ele mudara para a turma da Ronnie. Na aula eu não conseguia pensar em nada só em Tommy se arriscando por mim, ele não precisava fazer isso por mim eu sabia me cuidar sozinha.
- eu e você? – justin me tirou de meus devaneios
- an ? – perguntei confusa
- trabalho em dupla! – ele disse como se fosse obvio
- ata, claro! – disse sorrindo forçado
- você não tava prestando atenção não é? – ele disse sorrindo
- é! – disse coçando a nuca droga isso era contagioso justin vivia fazendo isso ri e ele riu também
Intervalo eu e Justin estávamos andando Junto indo em direção a quadra Tiffany se aproximou da gente.
- ei gatinho – ela disse – vai rolar uma festinha hoje a tarde vamos? – ela fez um bico horroroso ri mentalmente ao ver aquilo
- não sei – justin disse parecia pensar na proposta – Jane pode ir também? – ele perguntou senti vontade de matá-lo nessa hora
- ah gato! – Tiffany disse fazendo novamente aquele bico horroroso  - seria melhor ..
- então não vou – ele a interrompeu dizendo eu ri da cara que a Tiffany fez  ele agarrou em meu braço e saímos de la
- vai Justin! – disse rindo fraco – eu não quero ir – disse seria – você sabe que eu e Tiffany não nos damos NADA bem!
- Ah Jane, sem você eu não vou – ele disse fazendo bico ri dele – não ria – ele disse fazendo mais bico ainda
- ta parei! – disse segurando o riso nos olhamos e caímos na gargalhada – ai justin! – disse tomando fôlego – só você mesmo!
- lógico – ele disse de nariz empinado – sou único!
- huuum metido – disse dando de leve um tapinha em seu ombro
Eu e ele ficamos conversando e rindo o intervalo inteiro, depois fomos pra sala, as ultimas aulas foram chatas como sempre. No final da aulaeu e Jutsin estávamos na frente da escola esperando Joe, conversando e rindo claro, com justin eu não ficava um momento sem rir  como diária minha avó esse menino é um pagode senti  meu celular vibrando no bolso da calsa vi que era uma mensagem com um numero desconhecido.

“ Se eu fosse você não iria embora hoje”

Não estava entendendo, quem era ? porque não era pra eu ir pra casa hoje? Fiquei com medo, isso nunca acontecera comigo antes.
- Jane – justin disse com a mão em meu ombro – que cara é essa? Aconteceu algo? – ele perguntou serio
-não sei – disse com a voz tremula
- o que diz nessa mensagem? – ele perguntou – você ficou assim depois dela - ele tomou o celular da minha mão leu a mensagem – calma, não vai acontecer nada! – ele me abraçou forte
Eu abracei mais forte, por um momento me senti segura como se seus braços me protegessem do que quer que seja que iria acontecer comigo, se fora acontecer algo comigo.
~x~
Joe tinha ido pra casa de um amiguinho, mamãe estava no trabalho, meu pai? Fazia tempo que não o via ou falara com ele, eu estava sozinha em casa no meu quarto, deitada fitando o teto  fechei os olhos e por um momento veio a imagem de Justin em minha mente, eu sorri . Acabei adormecendo.
- Nãaao – disse acordando assustada
Eu tremia, meu coração estava disparado, fechei os olhos e respirei fundo, fora apenas um pesadelo, me sentei na cama e fiquei fitando a janela,  depois me deitei e me assustei quando o vidro se quebrou com uma pedra. Me levantei e vi que a pedra estava enrolada num papel, abri e havia uma mensagem.

“ Eu avisei pra não ir pra casa, que pena!”

Assim que li a mensagem, eu fui ate a janela mas nao vi ninguém, meu Deus sera que alguem estava me vigiando? eu estava começando a ficar com medo.

E AI O QUE ACHAM QUE VAI ACONTECEER ??  COMENTEM COM 5 COMENTARIOS POSTO O CAPITULO 16 (;

22 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 14

Ele chegou dirigindo o carro da mãe dele, saiu e veio me cumprimentar.
- Bom dia novamente - ele disse sorridente e me deu um beijo estalado na bochecha – vamos ?
- Vamos – disse – espera um pouco - disse parando
- o que foi? – ele disse levantando o braço confuso
- você não tem idade pra dirigir – disse rindo – que coisa feia Justin!
- Ah é isso? – ele disse tranqüilo – relaxa eu tenho juízo! – ele disse dando uma piscadinha e abrindo a porta do carro pra mim
Entre e me sentei no banco da frente ao lado dele, era um pouco longe o aeroporto ele ligou o som numa radio e começou a tocar  Moves Like Jagger eu estava me segurando pra não cantar, eu simplesmente adoro essa musica quando meus pensamentos foram interrompidos pelo justin que cantava.
- I don't need to try to control you  -ele cantava e batia a mão de leve no volante mas estava atento ao caminho -  Look into my eyes and I'll own you – ele cantou olhando pra mim - With them moves like Jagger I've got the moves like Jagger – ele cantou essa parte e começou a dar umas reboladinhas sentado  tentei me conter mais não consegui e soltei uma gargalhada
Comecei a dançar tbm e nos ficamos dançando e rindo por um tempo ele continuava a cantar e na parte da mulher eu comecei a cantar.
- You wanna know how to make me smile – eu cantava e balançava -Take control, own me just for the night And if I share my secret – olhei pra ele  e ele prestava atenção em mim pensei e parar pra dizer presta atençao voce esta dirigindo mais nao disse - You're gonna have to keep it Nobody else can see this
Ele ficou me observando e depois  olhou pra frente atentamente cantou comigo, ficamos cantando e dançando feito loucos dentro do carro, foi bem divertido passaram outras musicas e nos também cantamos o tempo passou rápido e chegamos no aeroporto.

~x~

- Filho! – um homem disse correndo na direção do justin – que saudade querido! – ele disse o abraçando
- Eu também senti saudades – justin disse sorrindo
-Bieber, Bieber, Bieber – uma menininha  muito fofa dizia puxando a camisa do Justin – eu to aqui!
- ei pequena – justin disse a pegando no colo e a abraçando – senti sua falta também! – ele disse pegando de leve o nariz dela e ela sorria muito.
- Cadê Jaxon? – justin perguntou ao seu pai
- Não deu pra traze- lo – o pai dele disse – Você sabe como a Erin é ne! – ele disse – achou melhor não fazer viagens longas com ele ainda !
- Hm .. – justin disse – Ah pai, essa é Jane! – ele disse se aproximando de mim
- Oi Jane! – ele disse estendendo a mão – sou Jeremy! – ele disse simpático
- Oi Senhor Jeremy – disse sorrindo e apertando a mão dele
- Pode chamar só de Jeremy – ele disse sorrindo
- Ok, Jeremy! – sei que minha bochechas ficaram avermelhadas
Justin se aproximou e de mim com a irmãzinha dele no colo e ela sorriu pra mim, achei ela muito fofa sorri também pra ela.
- Jazzy, essa é Jane – ele disse nos aproximando
- Oi Jane – Jazzy disse fofinha e com um sorriso muito gostoso
- Oi Jazzy – disse sorridente
- Você é namorada do Bieber? – Jazzy perguntou sorrindo
-Jazzy!! – justin chamou atenção dela
- Deixa Justin – disse olhando pra ele - Não não Jazzy, - disse sorrindo para Jazzy – somos amigos!
-Bom vamos? – Jeremy disse sorrindo – estou muito cansado!
- Ok – justin disse – vamos pro carro
- Ei, me de as chaves! – Jeremy disse estendendo a Mao – aqui você ainda não pode dirigir!
-Ah pai! – justin reclamou – mas ..
-Mais nada, me de logo as chaves! – Jeremy ordenou
Justin deu a ele as chaves bufando.
- Jane pode levar Jazzy? – justin perguntou – vou ajudar papai com as malas!
- Claro – disse
Jazzy me deu a mão e ficou olhando pra mim.
- Prefere colo? – perguntei sorrindo
Ela apenas estendeu as mãos pra que eu a pegasse, sério ela era realmente muito fofa eu tive vontade de morder aquelas bochechas fofas. Justin e Jeremy colocaram as malas no carro, Jeremy dirigia, Justin estava no bando do carona e Jazzy estava atrás comigo.
Durante o caminho só o radio cantava, todos estavam em silencio justin ainda parecia estar emburrado por o pai dele não o deixar dirigir, aquilo era meio engraçado.
O silencio foi quebrado por Jeremy.
- Jane, você vai almoçar conosco  né? – ele disse simpático
-Bom .. – eu disse
- Ah vai sim Jane – justin disse olhando pra mim com aquela carinha de cachorro que caiu da mala novamente confesso aquela carinha realmente fazia efeito
-Tenho que avisar em casa – disse
-Ok, Jeremy disse passamos la – ele sorria – filho me mostre o caminho – ele disse olhando para justin.

~x~

Acordei com o despertador Droga xinguei mentalmente hoje era segunda, me levantei me arrumei e desci, eu estava com uma cara horrível deve ser porque eu havia chegado tarde ontem em casa a tarde e a noite na casa de Justin fora muito legal.
Tomamos café e a campainha tocou.
- atende filha – minha mãe disse – enquanto pegava a chave do carro
- Bom dia! – Justin disse sorridente e me dando um beijo na bochecha
- Bom dia – disse confusa
- Bom dia Justin – minha mãe disse passando por nos – vamos se não vamos nos atrasar
Eu estava confusa porque justin iria com agente, mais não perguntei nada eu sentei no bando do carona como sempre e Joe e Justin foram atrás.
-Ah filha , esqueci de te avisar que Justin viria conosco hoje! – minha mãe disse sorrindo – a mãe dele teve que ir com o pai e a irmã dele ate o aeroporto hoje cedo
-Hm – disse – tchau mãe – já havíamos chegado na escola

~x~

- Jazzy gostou de você- Justin disse andando ao meu lado
- awn – disse sorrindo – eu também gostei dela, tive vontade de apertar aquelas bochechas – confessei e rimos juntos
Estavamos andando e conversando quando vi Tommy com o grupo da Ronnie paralisei
-não acredito – disse baixo mais justin ouviu
- o que foi Jane? – ele perguntou
- Olha la – disse apontando
- Nossa! – justin disse acredito que Ele tenha ficado chocado também
Ronnie não parava de olhar para nos, Tommy também nos olhava so que a expressão de Tommy não era boa eu percebi tristeza nos olhos dele a me ver foi ai que eu entendi tudo.

E AI GOSTARAM ??? O QUE ACHAM QUE A JANE ENTENDEU??? COMENTEM COM 5 COMENTARIOS POSTO O PROXIMO!!

17 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 13

Eu entrei no quarto de cabeça baixa e quando olhei pra frente  vi Justin, ele estava com uma cueca Box preta e secando o cabelo com um secador ele fazia umas caretas mas parou  quando me viu pelo espelho eu paralisei e ele sorriu, e pude sentir que eu devia ter ficado multicolor nesse momento.
- desculpe – disse fechando a porta e saindo
Fiquei uns minutos do lado de fora encostada na porta  logo sinto a porta se abrir.
- entra Jane – ele disse rindo fraco – e quanto ao ocorrido! Relaxa não é nada de mais – ele disse fechando a porta
- não, serio mesmo desculpe – disse sentindo as bochechas corarem – eu não deveria ter entrado assim no seu quarto! – disse ainda corando
-nada, eu que não deveria ficar secando o cabelo de cueca – ele disse rindo – senta ai – ele disse indo em direção ao armário
Eu me sentei na cama, e percebi que ele tava apenas de bermuda e sem camisa eu pude reparar o seu corpo melhor  ele era magro, mas não esquelético ele tinha um corpo bom ele era meio forte seus braços não eram muito definidos mas também não era puro osso. Fiquei olhando atentamente para seu abdômen tinha uma pequena tatuagem que me chamou atenção , fui tirada de meus pensamentos por sua voz doce mas um pouco rouca.
- o que acha ? – ele disse segurando dois cabides – preta ou branca? – ele disse fazendo careta
- hm – disse analisando – acho que a preta ficara melhor em você! – disse rindo fraco
- ok – ele disse guardando a branca e colocando a camisa preta – Pronto! Como estou? – ele disse dando uma rodadinha
-ótimo! – disse rindo fraco
Ele se sentou ao meu lado na cama e ficamos la conversando por um tempo, eu e ele estávamos nos dando muito bem ultimamente ele havia preenchido um pouco o espaço que Tommy havia deixado ele tinha se tornado um “quase amigo” ri em pensamento.
- Jane, Justin! – Joe entrou no quarto dizendo – é pra descerem já vamos almoçar! – ele disse sorridente e com o vídeo game portátil de Justin
- Ok – disse me levantando
- Joe! – justin disse sorrindo e indo na direção dele – gostou dos Games?
- Sim, adorei principalmente aquele do macaco – ele disse sorridente
- É mesmo? – justin sorriu – esse também é o meu preferido!
Almoçamos e ficamos por mais um tempo la na sala de jantar, Mamãe e Pattie saíram da mesa e foram pra la Joe estava mega entretido no vídeo game eu e Justin fomos pra sala ver TV.
- É nossas mães viraram super amigas – justin disse rindo e quebrando silencio
- Verdade! – disse rindo
- E nós? – justin disse me olhando
-E nós o que? – disse confusa
- Vamos ser super amigos também? – ele disse sorrindo
- Ah, bom! – disse rindo fraco – creio que sim Justin!
- então Jane, amanha meu pai esta chegando aqui – ele disse sorridente
- que bom Justin! – disse e sorri amigavelmente
- Estou ansioso pra rever Jazzy e Jaxon – ele disse com um sorriso ainda mais encantador parecia voar em pensamentos
- quem são esses? – perguntei curiosa
- meus irmãos por parte de Pai! – ele disse sorrindo
- que legal – disse me endireitando no sofá e ficando de frente pra ele – e eles são pequenos? – disse tentando imaginar
- sim, Jazzy tem 3 e Jaxon tem 2 anos! – ele sorria – você precisa ver! Eles são as minhas coisinhas preciosas!
- awnt – disse sorrindo – eu amo crianças – disse sorrindo – eu e meu irmão éramos um grude só! – disse sorrindo ao me lembrar do quanto éramos unidos quando nossa família era completa
- ei Jane, porque você não vai comigo amanha buscá-los no aeroporto? – ele disse me olhando fixamente esperando uma resposta
- ah, acho melhor não Justin! – disse sincera – é seu momento com eles!
- Ah – ele disse meio tristonho – mais queria que você fosse! Seria legal – ele disse me cutucando – vai Jane, vamos ? – ele  fez  biquinho e cara de cachorrinho que caiu da mudança
Achei aquilo realmente muito fofo, e um pouco engraçado segurei pra não rir e me rendi a carinha fofa que ele fez.
- ta bom – disse sorrindo – eu vou!

~x~

Domingo acordei com o despertador tocando, olhei para ele tentando tomar coragem de levantar enfim consegui levantar, tomei um banho e me vesti ( essa roupa ) e desci.
- Bom dia – minha mãe disse sorrindo
- bom dia – disse – porque esse sorriso todo ai hem dona Bell?
- nada filha – ela riu fraco balançando a cabeça - que horas você vai pro aeroporto com o Justin? 
- Creio que daqui a pouco – disse comendo uma maçã
Sinto o celular vibrando no bolso, peguei era uma mensagem do Justin.

“Bom dia querida Jane, daqui a alguns minutos estou chegando ai bjs”

Respondi:

“ Bom dia Justin, já estou pronta!”

- Porque o sorriso filha? – minha mãe perguntou
- Justin já esta vindo! – disse me levantando – Tchau mãe! – sai de casa e fiquei esperando la fora
Fiquei esperando escorada na parede, me surpreendi quando o vi chegando.





E AI O QUE ACONTECEU ???  PORQUE A SURPRESA DA JANE ?? COMENTEM COM 5 COMENTARIOS EU CONTINUO! BJS

16 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 12

Levantei da cama, me troquei e fui ao encontro de Tommy, aliás nem sabia se ele iria mesmo até la.
~x~
Já fazia algumas horas que eu havia chegado no parque, eu já estava cansada de esperar levantei e comecei a andar de um lado pro outro, cansei e depois sentei novamente eu já estava cansada de ficar esperando por ele, levantei para ir embora ouço a voz dele chamar.
- Jane! – Ele disse ofegante – o que você queria falar comigo? – disse controlando a respiração e ficando de frente para mim
- Tommy – disse seria – olha, o que eu tenho pra te dizer é que .. olha .. – comecei a gaguejar – é.. não sei se foi você que fez aquilo mas ..
Fui interrompida e senti seus lábios colados nos meus tinha um toque suave  e bem delicado ele pediu passagem mas eu não cedi, e me afastei dele dando um tapa em sua face.
- Ta louco é? – disse com raiva vendo seu rosto avermelhado
-não – ele disse colocando a mão no local – só fiz o que eu deveria ter feito a muito tempo Jane!
- Como assim muito antes? – perguntei – você .. não! Não acredito Tommy! – disse balançando a cabeça
-  É Jane, eu me apaixonei por você! – ele disse serio e eu podia ver ternura em seus olhos – e todas as vezes que eu dizia que te amava não era só como amigo!
- foi por isso que você quis se afastar de mim?
- sim Jane, - ele disse sentando – eu sabia que você nunca olhara para mim como mais do que um melhor amigo! – ele disse de cabeça baixa!
- Tommy, não queria ser Grossa com você! Apesar de que você esta mudando totalmente o rumo dessa conversa – disse seria – mas você sabe que nem teria como isso acontecer! – disse
- sim – ele disse rindo fraco – então o que vc iria falar?
- é sobre o que aconteceu hoje na escola! Justin me contou o que vc falou a ele, mas eu não consigo, não tem como não ser você Tommy! – disse indignada
- Jane, você não entende! – ele disse serio – não fui eu, só preciso que acredite em mim! Eu não seria capaz de te machucar! Eu te amo! – ele disse pegando uma de minhas mãos
- Não seria capaz de me machucar? Tem certeza? – disse incrédula – se você nao quisesse me machucar não tinha dito tudo aquilo que disse na frente do Justin e de pessoas que eu se quer conheço! – disse sentindo lagrimas se formarem – e muito menos teria me abandonado sabendo que eu precisaria de apoio!
- Não pequena! – ele disse me abraçando – eu não fiz por mal juro! Eu fui movido pela raiva!
- Raiva? – perguntei me afastando – de que? De mim? De você não ser correspondido?
- Não Jane, você não vai entender! – ele disse deixando uma lagrima cair – só quero que você acredite em mim, não fui eu quem fez aquilo!
- impossível Tommy, so você sabia! – disse – era uma conversa nossa! – disse brava
- Mas não fui eu, por favor, o que eu faço pra você acreditar em mim? – ele perguntou
- Então me diz quem foi? – disse seria – quem poderia ser?? Hum .. ah não já sei! foi o passarinho do twitter que por acaso viu nossa conversa e pediu pra amiga dele a impressora imprimir tudo e mandar la pra nossa escola! – disse irônica e fazendo caras e bocas
- Não posso te falar – ele disse – isso eu não posso falar, é pro seu bem Jane! Por favor não posso ..
-Atah- eu o interrompi -  então pra mim continua sendo você Tommy! – disse e sai de la
Cheguei em casa me deitei e por um instante me lembrei de tudo que Tommy disse, lembrei dos seus olhos que pareciam estar dizendo a verdade! Lembrei das promessas que fizemos quando éramos mais novos das coisas que ele me dizia, de como ele me protegia e dos sinais que ele dava do interesse por mim que eu nunca havia percebido, fiquei me revirando na cama por um tempo e acabei dormindo.
~x~
Sabado acordo com Joe pulando inquieto na minha cama.
- Jane, Jane! Acordaa! – ele dizia em quanto pulava
- que foi? – disse sonolenta
- Vamo sair! – ele disse sorridente
- Pra onde? – perguntei me sentando na cama
E antes mesmo que Joe respondesse minha mãe entrou no quarto
- Vamos Jane Levante, vamos almoçar fora hoje! – Ela disse arrastando o Joe – estamos te esperando la em baixo, ande logo – ela disse saindo de la
Olhei no relógio e vi que já era quase meio dia então levantei da cama num pulo, me arrumei e desci, mamãe e Joe automaticamente já foram saindo de casa eu fui em direção ao carro.
-Filha, vem! – mamãe disse – é perto não precisamos de carro
Eu apenas fui, fui distraída ainda pensando em quem poderia ter feito aquilo e por um segundo me lembrei dos olhos do Tommy que pareciam transmitir verdade e fiquei me perguntando durante o caminho “quem poderia ser?”  fui tirada de meus devaneios quando chegamos vi que era a casa do Justin.
- Oii Bell – pattie veio nos cumprimentar sorridente
Oi – minha mãe disse e já foi indo pra sala conversar com a Pattie
- Joe, Va até aquela mesinha – pattie apontou – e pegue o vídeo game portátil do Justin pra você jogar!
Ele foi correndo e alegre!
- Ah, Jane! Justin esta la em cima 3ª porta – ela disse apontando pra escada e dando uma piscadinha.
OK – disse e subi
Quando cheguei na 3ª porta vi que ela estava so encostada, já que eu e Justin estávamos até próximos eu achei que não seria tão errado se eu entrasse, mas quando entrei vi que a idéia que eu tive foi totalmente errada.

E AI GENTE O QUE ACHARAM ?? TA FOI MUITO IDIOTA A PARTE DO " ah não já sei! foi o passarinho do twitter que por acaso viu nossa conversa e pediu pra amiga dele a impressora imprimir tudo e mandar la pra nossa escola!" KKKKKKKKKKK' ta mais tirando isso! Gostaram ?? e ai o que acham que vai acontecer ?? comentem! com 5 comentarios posto o 13 Bjs

13 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 11

Acordei com o despertador,  era sexta feira me arrumei e desci tomei o café com mamãe e Joe e depois fomos pro carro, minha mãe tinha colocado uma musica horrível resolvi pegar meus Ipod e ouvir as minhas musicas eu fiquei ouvindo e me distraindo logo chegamos e como sempre mamãe nos deixou na frente do portão. Nos despedimos da mamãe e fomos pra escola.
Sai do carro ainda com os fones no ouvido estava ouvindo a musica What The Hell da Avril, só que o fato de que todos me olhavam e riam de mim estava me deixando confusa eu não estava entendendo nada,  resolvi os deixar pra la e continuar curtindo a musica, e antes de eu entrar na sala justin me puxou pelo braço.
- Jane, vem! Vamos sair daqui – ele disse me puxando e me levando pro pátio
- me solta! – disse tirando os fones do ouvido e olhando para ele – tá louco?
- não, mas precisar sair daqui! – ele disse serio fazendo sinal pra que eu passasse
- o que foi ? – disse fitando alguns papeis espalhados – porque esses papéis?
- vem! – ele disse me puxando
- Pobrezinha da Jane! – Tiffany disse se aproximando de Justin – Gato, ta fazendo caridade agora é? – ela disse grudando na camisa dele
- Sua patricinha idiota Cala boca! – disse saindo de perto
-Ai falou a menininha revoltada com a separação de seus pais! – Tiffany disse rindo
- O que você disse sua loira oxigenada? – disse parando em frente a ela – além de burra, a oxigenada ta te fazendo ficar louca é?
Justin me puxou quando viu que se ninguém me tirasse dali eu iria dar uma surra nela.
- vem Jane, vamos sair daqui! – justin disse me puxando
- Louca eu? Nunquinha querida! – Tiffany gritou – da uma olhadinha em volta sua anta desatualizada!
Eu olhe em volta e não vi nada, somente aqueles papeis pelo chão! Me abaixei e peguei alguns e neles tinham trechos de conversas minhas com o Tommy pelo msn, quando eu li aquilo senti lagrimas se formarem mas eu não podia chorar ali, não frente de todos que estavam me olhando e rindo. Fechei os olhos respirei fundo e me levantei!
- Jane? Você ta bem ? – justin disse me olhando
- Não justin, estou ótima! – disse e o deixei falando sozinho
Fui a procura de Tommy, e Justin veio atrás de mim eu andei mais rápido e parei em frente ao portão da escola Justin parou na minha frente.
- o que via fazer Jane? – justin disse segurando meu braço
- nada Justin! – disse me soltando dele – me deixa em paz!
- não Jane, eu sei que você ta procurando o Tommy! – ele disse serio – ele não esta aqui e nem vai voltar! – ele disse serio
- Ah, mais eu vou atrás dele – disse brava – sei muito bem onde ele mora! – disse andando em direção ao lado que correspondia a casa dele
-Ah mais não vai mesmo! – Justin me puxou
-O que vc quer garoto? – disse brava – já disse pra me deixar!
- eu quero te ajudar Jane! – ele disse sincero olhando em meus olhos
Nesse momento, eu vi sinceridade em seus olhos e pude reparar o quão lindos eles eram  sai do meus pensamentos .
- eu não preciso de ajuda! – disse indo sentar no meio fil.
- eu sei Jane o quanto é difícil uma separação! – ele disse se sentando ao meu lado
- não você não sabe! – disse deixando lagrimas escorrerem dos meus olhos
- sei sim, meus pais também são separados! – ele disse levantando meu queixo e enxugando minhas lagrimas – sei o quanto é difícil e doloroso!
- desculpa! – disse sincera – não queria te deixar triste!
- Não Jane relaxa- ele disse rindo fraco
Ficamos em silencio olhando pra rua, e depois eu quebrei o silencio.
- como você sabia do Tommy? – disse olhando fixamente para ele
- Ele foi me procurar hoje! – ele disse serio e fitando o chão – quando cheguei na sala vi aqueles papéis jogados e li vi do que se tratava e resolvi procurar o Tommy so que por minha surpresa ele também tava me procurando! – ele disse olhando serio pra mim
- Pra que ele tava te procurando? E porque você tava procurando ele? – perguntei
- eu fui procurar a ele na verdade era pra perguntar o porquê de tudo, mas agente quase brigou! Ele disse uma coisa que eu achei muito sincera antes, ele foi me procurar pra que eu dissesse a você que não foi ele quem espalhou aquelas conversas!  - ele disse serio
- não acredito Justin – disse de cabeça baixa – ele depois que você chegou mudou completamente comigo começou a agir diferente, me falou coisas horríveis aquele dia na frente de gente que eu nem conhecia! Ele ultimamente so tem me feito mal – disse deixando mais lagrimas escorrerem
- não fica assim Jane – justin disse enxugando minhas lagrimas e me envolvendo com o braço esquerdo -  ele parecia tão sincero hoje mais cedo! – ele disse – vem – justin disse me puxando – vou te lavar pra casa você não ta em condições de estudar!
Eu apenas assenti e fui com ele, ele me deixou na porta de casa.
- desculpa por te fazer perder a aula de hoje! – disse olhando pra ele
- nada, eu nem tava a fim de estudar hoje mesmo! – ele disse e riu fraco
- quer entrar? – ofereci
- não, acho melhor você descansar Jane! – ele disse serio
- ok, então obrigada! – disse dando um tchauzinho
- Tchau! – ele disse e se aproximou me deu um beijo no rosto e saiu
Eu subi e me deitei, fiquei pensando em tudo que tinha acontecido, no que justin disse sobre Tommy parecer sincero, e resolvi que precisava ver o Tommy, então mandei um sms para ele.

“ Tommy preciso conversar com você, é realmente algo urgente! Me encontre no parque no mesmo lugar de sempre beijos Jane”

Ei gente, gostaram ?? O que acha que Jane quer com o Tommy ? sera que eles vao brigar ?? o que sera que vai acontecer ?? comentem com 5 comentarios posto o proximo capitulo! Bjs e desculpem a demora! *-* Amo voces >.<

6 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 10

Meu Deus! Disse pra mim mesma, o que eu faço agora? O que vou falar pra ele? Se eu disser que eu não é nada ele não vai acreditar! E eu não posso contar pra ele que eu faço parte do grupinho de vândalos da Ronnie, Pensa rápido Jane, fomos interrompidos.
- minha filha, meu amor! Por Deus o que aconteceu? – minha mãe entrou no quarto falando nervosa
- relaxa mãe, foi só um desmaio -  eu disse tranqüila e agradecendo a Deus por ela ter chegado
- Meu Deus  Jane, não vai me dizer que você esta grávida! – Ela disse esterica
- Não mãe, lógico que não! – disse fazendo uma cara feia e olhando pro Justin rindo
- Ah bom! – ela disse tranqüila – oi, desculpe nem notei que você estava aqui! – ela disse pro justin
- não senhora, tudo bem! – ele disse sorrindo simpático – prazer meu nome é Justin! – ele disse estendendo a mão a ela
- Ah então você que é o Justin! – ela disse sorrindo – prazer sou Bel, mãe de Jane!
- Bom, Só vim ter certeza de que Jane estava bem! – ele disse com a mão na nuca  - tenho que ir ..
- não fique para jantar conosco – minha mãe disse o interrompendo – seria bom!
-Se quiser pode ficar Justin – disse normal
- Tenho que avisar a minha mãe primeiro - ele disse confuso
- Faz assim então,  vai em casa e depois volta as 19h, e aproveita e traz sua mãe – minha mãe disse sorridente
- Pode ser então Jane? – ele disse sorrindo pra mim
- sim – disse
- Então ta, até mais tarde Jane – ele disse se aproximando e me dando um beijo na testa – se cuida! – ele disse saindo do quarto
Assim que ele saiu minha mãe também saiu, o meu celular tocou olhei no visor era a Ronnie com certeza ela iria brigar comigo por não ter ido ajudar com o Tal trabalhinho pro Crush resolvi nem atender joguei ele de lado e me levantei, fui tomar um banho e me arrumar para o jantar.
Assim que acabei de me vestir ouvi a campainha tocar, deveria ser o Justin e a mãe dele chegando então desci, eu gostava de como ele era fofo atencioso comigo, mas eu não queria demonstrar isso, e por isso eu as vezes não queria me aproximar tanto dele.
- Oi Jane! – Ele disse e veio me receber no final da escada  me dando um beijo estalado na bochecha
- Oi – disse sentindo minhas bochechas corarem
Terminei de descer a escada, e minha mãe nos chamou para irmos até a sala  todos sentamos,  minha mãe adorou a Pattie elas se deram super bem! Ficaram tagarelando o tempo todo, perguntei a minha mãe sobre Joe, e ela disse que tinha saído com meu pai. Depois nos jantamos, foi um jantar normal apesar de termos convidados foi um jantar super agradável,  comecei a criar um afeto por Justin ele era um garoto legal!

~x~

Acordei com o despertador tocando, e mais um dia de aulas chatas levantei e fiz a higiene e me vesti,  desci não tinha ninguém em casa, estranhei e achei um bilhete.

“Filha, Tive que sair mais cedo Joe ainda esta com seu Pai provavelmente ele deve levá-lo pra escola eu combinei com a Pattie e ela vai passar ai pra te buscar as 6:30 beijos”

Olhei no relógio e já eram 6:25 só deu tempo de comer uma fruta e escutei a campainha, peguei minha mochila e sai, encontrei Justin.
- Bom dia Jane! – ele disse sorridente
- Bom dia Justin! – disse rindo
Fomos andando até o carro, e era um carro diferente um mais simples pequeno e branco, mais era aconchegante, de repente veio uma angustia, um aperto no coração uma culpa tão grande eu havia feito Pattie a Nova amiga da minha mãe e mãe de um colega, talvez um futuro amigo  perder o emprego fui tirada dos meus devaneios com a voz de Pattie.
- Pronto, Boa Aula! – ela disse
- Obrigada dona Pattie – disse sorridente e saindo do carro
Dessa vez fui mais rápida que Justin sai antes que ele abrisse a porta pra mim, isso era esquisito, sim era fofo da parte dele, mais pra mim era esquisito. Seguimos até a sala Juntos.
As aulas passaram voando, assim como o intervalo e logo chegou a hora da saída, Eu e Justin estávamos saindo e indo esperar Joe quando Ronnie para na minha frente.
- ei, o que você ta pensando da vida garota? – ela disse se aproximando e apontando o dedo na minha cara
- hey, eu passei mal ontem! – disse seria – eu estava indo pra la mais aconteceu um imprevisto e eu acabei desmaiando- disse sincera
- é mesmo – justin disse me puxando – e graças a Deus que eu estava por perto para socorrê-la
- Cala a boca ai o garoto – ela disse estressada – ninguém te chamou na conversa, o meu problema aqui é com a Jane- ela disse segurando o meu braço e me puxando pra la
- Ronnie eu to falando serio eu passei mal- disse sincera- me solta? – disse bufando e puxando meu braço com força e olhando pro Justin um pouco distante, pude perceber que ele não tirava os olhos da gente.
- Tudo bem Jane – Ronnie disse – mais se faltar mais um trabalhinho do grupo! Voce ta fora – ela disse brava
- Não vai precisar Ronnie – disse bufando – eu já estou saindo do grupo agora! – disse e sai de perto dela
- ei, espera ai – ela disse segurando novamente meu braço impedindo que eu saísse de perto dela – eu te coloquei no grupo, eu decido quando você sai! E enquanto eu quiser você vai continuar no grupo! – ela disse brava e soltou meu braço -
- mas eu não sou obrigada a continuar! – disse brava e sai de perto dela
- você vai se arrepender – ela disse enquanto eu saia de perto dela
- O que ela disse Jane? – Justin disse aflito se aproximando de mim – ela não é uma boa pessoa! Pelo que eu já ouvi falar dela, não é bom você continuar andando com ela! – ele disse serio
- Justin, me desculpe mais eu faço da minha vida o que eu quiser OK? – disse e sai o deixando falando sozinho assim que vi Joe.

~x~

- mãe? O que faz em casa? – disse  assim que entrei e vi ela sentada no sofá
- Ah minha filha, é que não esta tendo muito trabalho na empresa – ela disse fazendo sinal pra que eu sentasse ao seu lado – então vim ficar com meus filhotes!
Eu apenas a olhei, depois sai de perto e fui pro meu quarto deitei em minha cama e fiquei pensando o que Ronnie quis dizer com “você vai se arrepender” será que ela seria capaz de fazer algo contra mim? Perguntei-me mentalmente. Balancei a cabeça tentando fugir daquele pensamento, fiquei deitada lá e acabei adormecendo.


E AI GENTE ?? OQ UE TÃO ACHANDO ?? *-* COM 5 COMENTARIOS CONTINUO, Olha agora vai ficar um pouco mais complicado pra eu postar o IB e queria que voces entendessem. E que hoje começo a Fazer faculdade ai vai ficar meio puxado mais eu vo continuar escrevendo >.< porque eu amo haha' ~ E queria que voces colaborassem e me perdoassem pelas demoras auhhusah' Beijiinho amores :* E comeentem .. continuem comentando ... deem opiniões e digam oq ue estão achando da historia!

2 de fev de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 9

- Jane, nós precisamos conversar – ele disse serio
- não temos nada pra conversar Tommy – disse sem ao menos olhá-lo
- Olha pra mim! – ele disse segurando meu braço – não consegue nem olhar pra mim mais éh ?
- Me solta Tommy, já disse que não temos nada pra conversar – disse raivosa e fazendo força para me soltar
- não queria que tudo fosse assim – ele disse me soltando – poxa Jane, nós éramos tão amigos e depois daquilo que eu te disse você nem sequer olhou mais pra mim!
-Ei, acorda! – disse estralando os dedos na frente do rosto dele – você veio do nada falando que não podíamos mais ser amigos e que não queria mais eu por perto! – disse olhando seriamente em seus olhos – e é o que eu to fazendo!
- Mas não era pra você se afastar tanto – ele disse vindo em minha direção para um abraço
Eu vi que Joe estava vindo, e desviei dele e fui na direção de Joe, ele ficou olhando para mim com uma cara feia e eu apenas fui embora com o Joe.
Chegamos em casa e meu pai estava la eu o cumprimentei dando tchauzinho e subi pro quarto, depois da separação deles eu não conseguia mais parar pra me aproximar dele, abraçá-lo como eu fazia antes eu sentia um remorso como se tudo que estivesse acontecendo fosse por causa dele, ele quem quis a separação ele sempre estava com um sorriso no rosto depois da mesma enquanto minha mãe raramente sorria vivia sempre amuada em um canto da casa, eu tinha certeza que ela as vezes se escondia e chorava sozinha em seu quarto praticamente todos os dias. Deitei em minha cama e fiquei paralisada olhando para a janela, por um longo tempo sinto algo vibrando em meu bolso direito olho era uma mensagem da Mari
“Jane, estamos todos te esperando daqui a meia hora na casa do Crush o trabalhinho foi adiantado bjs”
Droga, disse mentalmente fui me arrumar vesti uma roupa qualquer e desci meu pai e Joe estavam la na sala vendo Tv.
- Ei, Mocinha onde pensa que vai?- meu pai disse se levantando do sofá
- vou sair com umas amigas – disse e sai fechando a porta
Fui até a casa do Crush, eu lembrava mais ou menos o caminho era um pouco longe, fui andando e viajando em pensamentos quando vejo um grupinho de garotos brigando, eu ri mentalmente vendo aquilo mas quando parei pra olhar mesmo vi que Tommy e Justin estavam no meio! Fui correndo pra perto deles Tommy estava com o rosto machucado e justin estava com o uns hematomas no rosto um sangramento no canto esquerdo da boca.
- O que aconteceu aqui? – perguntei pros olhando os dois
- Esse louco ai que chegou com esses idiotas e vieram pra cima de mim – Justin disse apontando para eles
- Ninguém mandou você se meter onde não é chamado – Tommy disse raivoso – deveria ter ficado nos EUA
-Eu nem sei o que eu fiz pra você ter tanta raiva de mim! – Justin disse confuso
-Chega! – disse brava – Tommy não estou te reconhecendo – disse indo pro lado do Justin – agora deu pra ficar agressivo?- disse gritando
- melhor agressivo do que virar vândalo né Jane? – ele disse raivoso e fuzilando Justin com olhares
-Cala a Boca! – disse raivosa – você não sabe de nada da minha vida pra falar!- gritei
- Sei sim Jane, sei de tudo! – Tommy disse vitorioso e gritando – sei que seus pais se separaram, sei que você nunca se apaixonou por ninguém,  sei que seu pai batia na sua mãe ...
- Cala boca! – Justin disse dando um soco na cara dele – e nunca mais fale assim dela!
Tommy ia partir pra cima dele quando eu entrei na frente.
- A briga é comigo Tommy, a raiva que você tem é de mim não é? – disse deixando lagrimas escorrerem – você queria me magoar não é?Queria que eu me afastasse? –  disse chorosa –parabéns, você conseguiu!
Tommy ficou paralisado me olhando, eu sai dali e fui andando eu estava em sentindo um papel que fora amassado, pisoteado desamassado e depois amassado e pisoteado novamente por uma multidão de pessoas, fui andando pela rua e as coisas que Tommy havia dito ficaram latejando em minha mente “Melhor ser agressivo do que ser vândalo” “Sei que seus pais se separaram, sei que você nunca se apaixonou por ninguém,  sei que seu pai batia na sua mãe..”  aquelas palavras ficaram em minha mente e eu parecia ainda ouvir a voz de Tommy gritando isso no meio da rua para todos ouvirem, meus segredos as coisas da qual eu me abri com ele por sentir confiança, de repente senti minhas pernas tremulas e depois vi tudo ficar escuro.

~x~

Acordei deitada em minha cama, com meu pai em cima de mim e meu irmão sentado do meu lado.
- você esta bem minha filha? – meu pai disse preocupado
- sim pai! – disse me lembrando o que havia acontecido e me lembrando que eu estava indo encontrar Mari, Ronnie e Janete na casa do Crush- tenho que ir – disse tentando me levantar
- Não não senhorita – meu pai disse – você não sai mais de casa por hoje!
- mais .. – disse
- mais nada – meu pai me interrompeu- tem um amigo seu la em baixo, ele ficou aqui esperando você acordar!- meu pai disse me dando um beijo na testa – vou la chamar ele – ele disse saindo do quarto levando Joe junto com ele
Fiquei pensando, será que Tommy havia sentido remorso por ter dito tudo aquilo? Eu não queria nunca mais olhar pra cara dele, meus pensamentos foram interrompidos por três batidas na porta, me endireitei na cama.
- Tommy, por favor  não quero falar com você – disse terminando me ajeitar na cama
- E quem disse que é o Tommy? – Justin perguntou sorrindo e entrando
- Ah, é você Justin! – disse aliviada – o que faz aqui?- disse chegando um pouco pro lado deixando um espaço na cama pra que ele sentasse
- eu te trouxe pra casa, depois de tudo você saiu e do nada quando olhei pro lado vi você caída no chão! – ele disse se sentando – esta melhor?
- sim, estou – disse torcendo pra que ele não tocasse em nenhum dos assuntos falados por Tommy principalmente sobre o vandalismo
- O que Tommy quis dizer com “Melhor ser agressivo do que vandalo”? – ele perguntou olhando pra mim

E AI GENTE, OQ UE ACHAM QUE VAI ACONTECER ?? COMENTEM! BJS COM 5 COMENTARIOS CONTINUO

The Rest Of My Life Capitulo 8

- Justin! – Chamei ainda o cutucando – o que houve ?
Ele nem se moveu, então resolvi o balançar mais forte.
- juustin – chamei o balançando forte
-Oi – respondeu ele se espreguiçando – me desculpe não ouvi voce chamar!
- aff – disse raivosa – pensei que você estivesse mal! – disse ao perceber q ele estava era dormindo
- mas eu estou – ele disse com uma expressão triste – é que aconteceu algo ruim!
- o que foi ? – perguntei curiosa e com uma expressão não reconhecida
- é que ontem o carro da minha mãe foi destruído por vândalos – ele disse triste –  e o pior o carro não era realmente dela, era do trabalho dela e agora ela foi despedida. – ele disse ainda triste, mas olhando pra mim
Nesse momento uma culpa enorme tomou conta de mim, foi ai que lembrei do que ele havia em dito naquela noite em que ele me acompanhara ate a porta de casa “Eu moro na rua dês traz caso precise de algo, é uma casa roxa”  meu Deus, eu havia escolhido o carro pra que Ronnie Mari e os outros destruíssem, a culpa da mãe dele estar desempregada era minha. Meus pensamentos foram interrompidos pela voz doce e triste de Justin.
- ei, acorda a professora já ta na sala – ele disse rindo fraco mas com uma expressão ainda triste
Prestei atenção na aula, ou melhor tentei prestar atenção, as três aulas passaram-se rapidamente e durante elas o remorso e a culpa de ter levado tristeza a uma família tomavam cada vez mais conta de mim. Chegou a Hora do intervalo  sai da sala e dei de cara com Tommy, ele se quer olhara para mim então fui ao encontro de Ronnie Janete e Mari.
- ei – todas disseram juntas
- Oi – disse forçando um sorriso – Ronnie preciso falar com você! – disse a chamando para um canto!
-O que foi Jane? – disse ela olhando atentamente para mim – aconteceu algo ?
- aconteceu sim – disse baixo – o carro – disse gaguejando – era da mãe do Justin! – disse enfim desabafando
- Ah Jane relaxa, já passou – ela disse rindo – esquece isso, amanha temos outro trabalhinho para fazer! – ela disse num tom desconhecido por mim e deu uma risadinha maléfica
- não vem que não tem Ronnie – disse com raiva – se pra ser dos eu grupinho é preciso der vândalo ...
- fala baixo garota – Ronnie me interrompeu puxando forte o meu braço – você entrou agora, ainda não ta acostumada, mas não e nada a ver com isso não fica tranqüila, o trabalhinho de amanha é pra ajudar o Crush
- ok, agora pode me soltar?- perguntei ainda nervosa – você ta me machucando Ronnie! – disse sentindo ela apertar ainda mais o meu braço
- Hey Ronnie, solta ela – Tommy disse se aproximando e fazendo com que ela me soltasse
- Sai daqui Tommy, não preciso de sua ajuda! – disse raivosa
-  E quem me garanti isso Ronnie? – ele disse se aproximando de Ronnie e ficando na minha frente- você tava apertando o braço dela!
- Só estávamos conversando – Ronnie disse levantando as mãos – não é Jane ? – ela disse olhando pra mim com uma cara feia
-é sim – disse empurrando Tommy – e aliás, não tenho que te garantir nada! – disse bufando
-É assim agora Jane ? – ele disse bravo – eu te ajudo e você não tem o mínimo de consideração? – ele disse bufando
- O que ta acontecendo aqui? – Justin disse se aproximando e colocando a mão esquerda em meu ombro- ele ta te incomodando Jane? – ele disse encarando Tommy
- Não Justin! – disse tentando moderar a minha voz – vamos sair daqui! – disse e sai de la com o Justin
Fomos pro pátio, eu fui indo pro banco onde eu sempre ficava quando eu e Tommy éramos amigos, Justin não disse nada apenas me acompanhou. Sentei no banco e fiquei de fitando um galho com umas folhas verdes que estava no chão próximo ao meu pé, Justin sentou ao meu lado o silencio tomou conta daquele lugar por um tempo, depois foi quebrado pela voz dele.
- você e Tommy estavam brigando por que ? – ele disse balançando a cabeça e logo depois olhando pra mim
- nada justin! – eu disse ainda fitando o galho próximo aos meus pés
- se você quiser se abrir Jane, pode falar comigo! Voce é importante para mim! – disse ele colocando a uma mão em meu ombro
- não preciso de Naada Justin! – disse ignorante levantando de la e indo em direção a quadra
Ele se levantou e foi embora, depois fiquei me culpando milhares de perguntas se formaram em minha mente  “Por que eu fora tão ignorante com ele?” afinal ele nao havia feito nada “Por que ele se importara comigo?” meus pensamento foram interrompidos pelo sinal . Fui pra sala, entrei e sentei em meu lugar, justin nem olhara para mim em momento algum. As duas aulas se passaram rápido e  logo chegou a hora de ir embora fui surpreendida por Tommy enquanto eu esperava Joe em frente o portão da escola.



Ei gente me desculpem pela demora! (= E desculpem por ser um capitulo pequeno se hoje tiver pelomenos 3 comentarios posto outro capitulo ainda hj *-* bjs