24 de dez de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 25


Meu olhos encheram de lagrimas, e eu não consegui as impedir de caírem.

- Que foi? – ele se aproximou preocupado – você esta bem?

- sim! – disse abaixando o rosto – e enxugando o rosto

- Não esta não! – ele puxou a cadeira e sentou ao meu lado – pode me contar! – ele colocou o sorvete dele em cima da mesa – se quiser claro!

- Não quero falar disso! – disse e olhei mais uma vez para os dois juntos do outro lado da rua

- Ata! – Matt disse olhando na mesma direção que eu – agora entendi!

- Vamos pra casa? – perguntei com desanimo

- Vamos! – ele me estendeu a Mao num gesto delicado para me ajudar a levantar – Damas primeiro! – ele disse me fazendo rir

Peguei a Mao dele me levantei, e fomos andando eu tentei não olhar novamente para traz, imaginei isso e consegui. Matt se mostrou um cara bem legal, ele me fez esquecer por um segundo aquela coisa ruim que eu estava sentindo. Assim que chegamos fui pro meu quarto neste mês, tomei um banho me troquei ( roupa ) e me deitei. Resolvi ligar para Tommy.

- Alo?

- Hey Friend! – Ele disse alegre - how are you?

- Estou bem! – disse tentando transformar isso em verdade

-  Certeza? – ele perguntou  apenas forçando a barra pra que eu falasse logo

- Acredita que mamae foi pros EUA? – perguntei mudando de assunto

- Serio? Fazer o que ?

- Não sei! E eu tenho que passar um mês aqui no AP do meu pai! – disse entediada

- E o que tem de bom ai pra fazer?

- Nada, mais a tarde você vira para ca me fazer companhia então já ficara melhor! – sorri

-Er .. – ele disse dando uma pausa – tenho que te contar uma coisa!

- Fala!

- Não vou poder ir ai! Vou ter que passar um tempo fora!

- Por quê? – perguntei curiosa

- Vou aproveitar que semana que vem entramos de férias e irei fazer um curso fora!

- E eu ainda nem sei o que farei da vida! – disse frustrada – mais ta Tommy, torço mto por você!

- Sei disso amiga! – ele soltou uma risada- irei fazer medicina.

- Eu sempre quis fazer arquitetura. – Disse me lembrando da infância

- Já se inscreveu para algum vestibular?

- Ainda não!

- Jane, tenho que desligar agora! Depois nos falamos beijos .

Desliguei o telefone, e senti fome. Resolvi ir atrás de algo para comer, fui até a cozinha, olhei a geladeira e achei sorvete de creme, meu preferido. Peguei o pote, peguei uma colher e me sentei na bancada. Como so tinha um pouco, comi na tigela mesmo.

[...]

Chegando na escola fui ate meu lugar como sempre, Tommy não era mais da minha turma, e Justin é  que sentava do meu lado. Ignorei-o todo tempo,  no intervalo não sai da sala fiquei quietinha, graças a Deus esta era a ultima semana de aula.

A semana se passou rápido, todos foram aprovados e já estavam comentando sobre ir para a universidade. 

Matt foi me buscar na escola, todos ficaram olhando quando entrei naquela maquina mortífera que era o carro dele.

- Boa Tarde! – ele disse e olhou o relógio – Bom dia ainda – ele riu se corrigindo quando viu que era 11:40

- Bom Dia! – ri – e ai o que temos para hoje?

- Vamos almoçar fora como de costume! – ele riu

- Isso e bom! – ri também

- Jane, vamos em uma festa hoje!

- Festa?

- sim casamento de uma amiga da minha mãe! – ele riu – todos vamos menos Joe , ele vai ficar com a baba!

- Baba? – ri – coitada! – rimos juntos

Logo chegamos, todos estavam la. Almoçamos e fomos pra casa. A tarde ao lado de Matt passou voando e então fui procurar uma roupa para a festa. Consegui achar uma roupa digna. (roupa)

Fomos ao casamento, foi bem chato. Mas a festa estava ótima, ótima ate demais pro meu gosto, como nada pode ser perfeito pra variar quem encontro La? Justin Claro! Até ali naquela festa? Pelo menos ele estava sozinho.

- Jane? Querida! – ouvi uma voz familiar – como esta linda! – Pattie disse me abraçando

- Ola Tia Patti! – disse a abraçando mais forte – você que esta deslumbrante ( Roupa da Pattie).

-Mãe – justin chega por trás de mim falando com Pattie – já vamos?

- Não Justin, ainda não – ela fez careta – não vai cumprimentar sua amiga?

- Oi Justin – me virei e soltei o mais sincero sorriso que poderia existir

- Jane? – ele parecia boquiaberto –

- Diferente! – disse o interrompendo

- Não – ele me corrigiu – eu ia dizer que você esta linda!

- Preciso ir – disse saindo de perto

- Não fuja de mim! – ele disse e tocou meu braço

- Não estou fugindo – disse olhando sinceramente para ele – e que já vou ir embora!

- ótimo posso pegar carona? – ele perguntou sorrindo

- Sim! – sorri e me despedi da Pattie com um Tchauzinho apenas

Fomos andando ate a mesa! E Matt riu quando me viu chegando com Justin.

- Vamos Matt? – sorri – podemos deixar Justin em casa antes de irmos pra casa?

- Claro Princesa! – ele sorriu – vamos?

Fomos para o Carro, e eu nem tentei olhar para Justin, deixamos ele em casa e depois fomos para o Ap do meu pai. 

- Viu a cara dele? – Matt disse rindo

- Não – ri – por quê?

- Ele ficou se mordendo de raiva quando viu que eu estava com você!

- ele pensou? – ri – que burro – ri novamente – adorei! – disse ainda rindo
- é! – ele também riu – dormir agora?
- Sim? – perguntei fazendo cara de cansaço
- Nutella com Morango? – ele sorriu
- Quem chegar primeiro come mais! – disse correndo
- Ah não vale! – ele disse e veio atrás
Ficamos um bom tempo conversando e comendo nutella, não tinha morango, mas nutella por si já estava ótimo, depois foi cada um pro seu quarto dormir.

Um mês  e meio depois

[...]

Hoje vou com Minha mãe Pros EUA e Joe ficara com Papai, passei no Vestibular na Universidade de Harvard , sim a famosa universidade de Harvard, Tommy foi para a Universidade  Cambridge já faz uma semana.
Estou preparando minhas malas, e depois vou me despedir de Joe e Matt e Papai.

- Jane! – Joe entra no quarto pulando em cima da cama – mamãe ligou!
-O que ela disse? – perguntei ansiosa
-  Disse pra se apressar o Voa é as 15h!
- Tudo bem pequeno! – disse fazendo cafuné na cabeça dele – já já acabo de arrumar as coisas.
- Maninha, você e a mamãe vão voltar ne?  - ele perguntou com um ar triste
- Claro que sim meu amor! – disse olhando em seus olhos – mamãe vai ficar La a trabalho e eu vou para estudar! – o abracei – e nas férias voltaremos para ver você
- Promete?
- Claro! – Estendi a Mao e fizemos um toque que inventamos quando éramos mais novos.

Joe foi jogar vídeo game e eu terminei de arrumar minhas malas, eu estava na AP de meu pai a um mês, ele trouxe tudo meu que tinha La em casa e vou daqui mesmo para o aeroporto.  Olhei no relógio e eram 10 horas, e eu tinha apenas 5 horas para ficar com meu irmãozinho e me despedir do Brasil por um longo tempo. Irei voltar só durante as férias. O que mais doía em mim, além de deixar meu irmãozinho aqui era não poder me despedir do Justin, talvez a distancia ajude e eu consiga esquecer.  Batidas na porta interromperam meu raciocínio

- Oi Nova Universitária! – Matt disse entrando
- Oi Senhor Faz Nada! – ri
- Pensando na morte da bezerra ou no quanto sentira minha falta? – ele se jogou na cama ao meu lado
- Estava imaginando como será minha vida La! – menti – vai ser bem diferente!
- Verdade, mais voce se acostuma! – ele disse se sentando – vamos dar um passeio antes de voce ir?
- Vamos onde? – perguntei curiosa
- Shopping eu voce e joe! – ele disse alegre
- Adoro! – disse animada – vou trocar de roupa e já desço, arrume o Joe! – disse o tocando do quarto – anda!
- Ta bom senhorita apressada! – ele riu e saiu de La

Me vesti (roupa) e desci,  eles já estavam me esperando, entramos no carro e fomos pro Shopping. Nos divertimos bastante, as horas passaram voando então já estava quase na hora de ir para o aeroporto. Meu coração estava em pedaços, eu iria  deixar tudo aqui para ter uma nova vida La nos EUA. E eu sabia que tudo iria mudar, mas eu tinha em minha mente de que ir para La, iria me fazer bem e esquecer o justin.
Chegamos em casa, fui apenas pegar minhas malas e encontrar minha mãe para irmos para o aeroporto.

[...]

- Não demore pra voltar! – Joe disse me abraçando forte
- Pode deixar pequeno! – dei um beijo em sua testa
- Vai La Jane! – Matt disse me abraçando – sucesso meu anjo!
- Vou sentir sua Falta! – disse o abraçando forte – obrigada
- Também vou flor! – ele disse acariciando meu rosto e olhando em meus olhos – em breve nos veremos! – e sorriu
- Vou sentir sua falta – meu pai disse quando olhei para ele – me de um abraço!
- também vou sentir saudades Pai – abracei-o
- vamos querida? – mamãe disse se desgrudando de Joe
- Vamos!

Olhei mais uma vez para eles e depois fomos em direção ao portão de embarque. Quando entrei naquele avião estava certa de que La nos EUA tudo mudaria. Depois  de 12 horas de viagem em fim chegamos em Cambride Massachusetts

E AII GEENTE OQ ACHARAAAM??? ESTAO GOSTAANDO ??? ESPERO QUE GOSTEEM! COMENTEM .. COM 4 COMENTARIOS POSTO O PROXIMO CAPITULO QUE JA ESTA PRONTO *-* ASUHUASHUAS VAMOS LA  .. DEEM  OPNIÕES .. OQ ESTAO ACHAANDO DA HISTORIA?? COMENTEM BEIJOS .. E QUEM AINDA NAO ME ADC NO FACEBOOK. POR FAVOR ME ADICIONEM http://www.facebook.com/larissabelieber .. PRA EU ADICIONA-LOS NO GRUPO OK? QUEM NAO TEM FACE ME SIGA NO TWITTER    BEEEIJOOS AMOOREEES, AMO VOCES! E UM FELIIIZ NATAAAL AMORES, E UM PRÓSPERO ANO NOVO! QUE O ANO DE 2013 SUPERE ESTE ANO QUE PASSOU E QUE OS NOSSOS SONHOS SE REALIZEM KISSES :**

11 de dez de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 24

Acordei com o som do despertador, eu definitivamente estava um caco, mas precisava ir para a escola. Levantei fiz minha rotina novamente e desci,  Joe e mamãe já tinha saído.

- ótimo! – disse jogando minha mochila no sofá e logo após me jogando também

Olhei no relógio, não daria tempo de ir andando, então subi e do jeito que eu tava me joguei em minha preciosa e macia cama.

[...]

Acordei com Tommy me sacudindo.

- Acooorda preguiiça! – ele disse rindo

- Oi pra você também! – disse brava e escondendo o rosto no travesseiro

- Por que não foi à escola?

- Acordei tarde! E não dava tempo de ir andando – me sentei na cama

- O que vamos fazer hoje? – ele perguntou sorridente

- Não sei! – disse rindo da sua reação

- Que fooi ?

- Nada! – disse confusa

- Aconteceu algo?

- Não, por quê?

- Voce me parece triste! Andou chorando durante a noite? – ele disse arqueando uma sobrancelha

- Não Tommy! – disse me levantando

- Sei que sim! Mais se não quer falar então tudo bem!

- Vamos ver filme?

- Com doritos e coca-cola?

- Com certeza! Quem chegar primeiro pegar o melhor lugar! – disse saindo disparada descendo as escadas

- Ah não vale! – ele gritou e saiu correndo logo atrás

- haha! Ganhei – disse fazendo uma dancinha ridícula

- Não vale, você sempre rouba! – disse ele cruzando os braços e fazendo bico

-Eu senti sua Falta! – disse sincera

Ele imediatamente me abraçou!

- Também senti sua falta Jane! – disse me apertando suportavelmente

-Pega o Doritos e a Coca-cola? – pedi fazendo uma cara de pidona

- Já volto! – ele levantou indo em direção a cozinha

Logo voltou com a tigela cheia de doritos duas canecas e o litro de coca, deitamos no sofá começamos a ver deu a louca na chapeuzinho 2 e eu logo adormeci.

[...]

Acordei, e fui tentar sair debaixo do braço de Tommy sem acordá-lo, e até consegui mais quando levantei chutei a caneca q estava no chão e ele acabou acordando! Ri do meu ato, ele fez cara feia e me estendeu a Mao, pra que eu o ajudasse a levantar.  Assim que ele levantou me pegou no colo e subiu as escadas.  Fomos pro quarto, eu  me deitei e Tommy foi pro computador.

Fiquei quieta todo momento, apenas olhando para o teto um tempo, e logo me perdi em pensamentos, lembrei-me do dia em que vi o justin pela primeira vez, me lembro como se fosse hoje! Sorri feito boba, não podia ver meu sorriso mais Tommy reparou, me cutucou pra que eu chegasse para o lado e se deitou.

- Jane! – Tommy disse olhando fixamente para o teto como eu  – agora vamos falar a verdade!

- sobre ? – perguntei ainda fitando o teto

- sobre o que você tem a me contar! – ele me olhou

-é isso mesmo! – disse olhando pra ele – é verdade tudo o que você disse, você me conhece como ninguém! Não consigo esconder de você – soltei um suspiro pesado – achei que estava conseguindo esconder, mais não consigo!

- E o que vai fazer? – ele perguntou ainda me olhando fixamente

- nada!

-como nada? – perguntou confuso – tipo, nada mesmo ?

- é! Não vou fazer nada! – disse como se fosse obvio

- Mas Jane! – Tommy disse se sentando – ele precisa saber disso!

- Claro que não! – me sentei também – Tommy! – disse pegando sua Mao e olhando em seus olhos – me prometa que não irá contar nada pra ele e nem pra ninguém!

- Mas Jane, ele precisa saber! Você tem que contar a ele!

- Não, ele não precisa e nem vai saber! E esta encerrado este assunto! – disse e me levantei

- Preciso ir pra casa! – Tommy levantou apressado, pegou sua mochila me deu um beijo na testa e desceu.

Fiquei olhando para meu celular, na esperança de receber uma mensagem ou uma ligação, mas nem sinal de nada! Desisti, e levantei da cadeira e quando me virei ouvi tocar, me virei rapidamente mas era meu pai.

- Oi – disse com decepção

- Que foi filha ? – ele deve ter notado a decepção pelo tom de voz

-Nada pai!  O tudo bem ? – tentei disfarçar

- Sim querida! Vamos sair hoje a noite eu você e Joe!

- Ah não pai! Não estou muito animada!

- Chame seu amigo para ir conosco!  Justin não e esse o nome dele?

- Não pai, não estou afim! Leve só o Joe, tenho que desligar agora.

- Voce não tem escolha! Sua mãe não volta pra casa hoje, teve que fazer uma viagem de negócios e você e seu irmão ficaram comigo por enquanto.

- Que droga!

- Olha os modos mocinha, arrume suas coisas você e as de Joe, que mais tarde pego você e as coisas! Joe já esta comigo!

- ótimo! – disse e desliguei o celular

Só me faltava essa,  ter que ir ficar com meu pai sabe-se La quanto tempo! Droga, fui arrumar as coisas resmungando. Quando estava quase acabando a campainha tocou, imaginei que fosse meu pai já! Desci com raiva.

- Espera que merda, Mal comecei a arrumar as coisas! – abri a porta e me surpreendi  - O que você ta fazendo aqui ?

Dei de cara com Justin.

- Oi! – ele disse com aquele mesmo tic de colocar a mao na nuca – podemos conversar?

-Sobre? – perguntei  o encarando

- Voce sabe Jane! – ele disse com um ar meio triste – posso entrar? – ele perguntou receoso

- Não, no momento estou ocupada! – disse rispida – fala logo o que quer e vai embora por favor! – disse com um sorriso sinico

- Bom, queria me desculpar! – ele disse e se aproximou de mim – sei que fui um completo idiota! – estendeu os braços e abriu um sorriso – me perdoa ?

- Era so isso que queria dizer? – perguntei tentando me controlar pra não me aconchegar em seus braços e não sair dali nunca mais

-É! – ele disse desfazendo aquele sorriso maravilhoso e abaixando o rosto – bom, já vou! Desculpe atrapalhar!

Não disse nada apenas fechei a porta. Me senti péssima por ter feito aquilo com ele, mais eu não podia simplesmente voltar a falar com ele, assim so porque ele veio todo arrependido me pedir desculpas isso não mudaria o fato de que ele tinha se aproveitado do meu maldito plano pra se aproximar da Ronnie, de que ele havia me tratado super mal e ainda estaria namorando com ela.

- ótimo! – disse em voz alta me concentrei e coloquei em minha cabeça que o que eu tinha feito  era o certo e subi para terminar de arrumar as coisas. E depois me vesti ( roupa )

[...]

Depois de chegar no tal aparetamento do meu pai, no qual eu nunca havia visitado vi meu pequeno.

- Oi pequeno! – disse me abaixando para abraça-lo – como esta?

- Bem maninha! – ele disse me apertando – vai ser um maximo passar 1 mês aqui com o papai! Não é ?

-  O que ? 1 mês ??  - perguntei a meu pai – isso tudo ? o que mamae foi fazer fora durante um mês ?

- Não sei exatamente o que minha filha! – Ele disse se aproximando – mais ela disse que enquanto isso voces ficariam comigo!

-Aff, nem acredito nisso! 1 mês! – resmunguei enquanto Joe pulava de felicidade

- Joe Dividirá o quarto com Matt e voce ficara no quarto ao lado!  E o meu é o ultimo do corredor qualquer coisa e so bater na porta filha!

- Ok – fui ate o quarto em que eu iria ficar coloquei as coisas no armário e me deitei.

Fiquei ali fitando o teto, ultimamente era o que eu mais fazia, ficar olhando para o teto e pensando em tudo e sorrindo quando pensava em coisas boas. Eu acho que isso deve ser coisa de apaixonada, eu nunca havia sentido isso antes. Fui interrompida por batidas na porta.

-Entra! – disse me sentando – o que voce quer? – perguntei ao ver que era Matt

- So vim ser receptivo! – ele disse sorrindo simpatico – seja bem vinda!  Posso me sentar? – pediu

-Claro – disse chegando para o lado

- Bom, espero que sejamos bons amigos! – ele disse me olhando

- ér! – disse não querendo puchar assunto

- Ta cansada ? – ele perguntou

- Um pouco! – disse desenhando com o dedo coisas aleatorias no lençol da cama – eu queria saber por que minha mae foi viajar assim do nada, e ela nem me contou!

- Jane, ouvi seu pai falando com minha mae! – ele disse

-Ele disse o porque ? – perguntei olhando fixamente para ele

- Olha, não entendi muito bem! – ele parecia tentar se lembrar – ele disse que ela tava indo pros EUA .

- EUA ? – perguntei confusa – que diabos ela foi fazer la? E durante 1 mês! – bufei

- Não sei! – ele fez cara de decepção – vamos lanchar mais tarde ? – ele sorriu

- se imporaria se eu ficasse ? – perguntei receosa – não to com muita cabeça pra sair

- E por causa do Justin ?

- Justin ? – ri – claro que não! – bufei – por que acha isso ?

- Nada! So achei ..

- Voce não achou nada – o interrompi – me deixa sozinha agora? – pedi

- Claro! – ele se levantou – Ah, nós vamos Jantar as 19h esteja pronta!

-Eu não vou sair com voce! – revirei os olhos

- Claro que não – ele riu – nunca jantamos em casa! – ele disse e saiu do quarto

[...]

Estava pronta as 19h em ponto. ( roupa ) iriamos aquele mesmo restaurante que fomos quando conheci Matt e a namorada de papai.  Tive que ir com Matt no carro dele, enquanto papai foi com a namorada e Joe. Chegando la fomos para a mesa reservada, o jantar foi legal, conversei bastante com Matt ele não era o playboy que eu achava que era, no fundo ele so se fazia de durao, tipo eu. Quando chegamos em casa era quase 21h ele estava indo estacionar o carro quando perguntou.

- Vamos dar uma volta?

- Vamos! – disse sorrindo ele ate que era legal

Vamos a sorveteria, Matt entrou para fazer o pedido e eu fiquei do lado de fora numa mesa esperando. Quando recebi um sms com o numero desconhecido.

“ Voce é mesmo uma perdedora!”

Matt chegou com meu sorvete de napolitano na mao,  olhei para ele pra pegar o sorvete e o deichei cair quando vi aquela cena.

AMOORES, ME DESCULPEEM PELA DEMOORA!! FIIZ UM CAPITULO MAIOR  PRA VOCES :) SORRY MESMO GENTE, É QUE AGORA ESTOU TRABALHANDO AI FICA DIFICIL, MAIS JA ESTOU DE FERIAS NA FACUL ENTAO TENHO A NOITE PRA ESCREVER .. AI VO CONSEGUIR POSTAR MAIS .. ESPERO QUE ESTEJAM GOSTANDO, E QUE APOIEM A JANE PORQUE VAAO FICAR DIFICEIS PRA ELA AS COISAS APARTIR DE AGORA .. E QUERO FAZER UM COMUNICADO: VAO SER EM TEMPORADAS A IB, EU QUERO QUE TENHA 2 OU 3 TEMPORADAS.  O QUE ACHAM ? DEEM OPNIÃAO E DEIXEM AI NOS COMENTARIOS O FACEBOOK DE VOCES OU ME ADICIONEM PRA EU PODER ENTRAR EM CONTATO QUANDO EU ATUALIZAR O BLOG COM OS PROXIMOS CAPITULOS! BEEEIJOS AMO VOCES .. CONTINUO COM 5 COMENTARIOS :** O MEU FACEBOOK É www.facebook.com/larissabelieber

1 de out de 2012

The Rest Of My Life Capitulo 23

- Ei- eu disse brava – não fale assim com sua mãe Justin!

- Não Jane, deixa não adianta! – ela disse triste – mais tarde eu vou ter uma conversa seria com ele!

[...]

Eu estava andando, indo em direção a minha casa quando vi Ronnie passando na direção contraria, fiquei apenas observando o caminho que ela iria tomar e vi que ela ia para a casa do Justin, eu tentei ignora-la e segui sem falar nada o caminho de casa.

Logo cheguei em casa, fui direto  pro meu  quarto,  me deitei,  fiquei ali por um tempo, pensando nas em tudo que havia acontecido em minha vida nos últimos tempos, a separação de meus pais, a nova mulher dele, o filho chato dela, justin, o grupinho da Ronnie, o “fim” de minha maravilhosa amizade com Tommy, era muita coisa pra mim,  não consegui segurar e começaram a escorrer lagrimas de meus olhos, quanto mais eu tentava parar, mais vontade de chorar me dava, e enfim eu acabei deixando o orgulho de lado e chorei, chorei tudo que tinha pra chorar todo aquele choro que ficou guardado, talvez depois eu me sentisse um pouco melhor, acabei adormecendo.

Quando acordei, eu estava me sentindo melhor, me levantei e fui tomar um banho, presumi que eu estaria com uma cara horrível, vesti uma roupa e resolvi olhar as redes sociais me deparei com uma mensagem do Matt achei aquilo muito estranho, a mensagem dizia o seguinte.

“Saudades Gatinha, nos veremos em breve!”

Ignorei a mensagem, e logo alguém bateu na porta, e ouvir a voz de minha mãe.

- Filha posso entrar ?

- Entra mãe! – disse apenas girando a cadeira – aconteceu algo ?

- Temos que conversar! – ela disse batendo de leve na minha cama com intenção de que eu fosse me sentar ao lado dela.

- Pode falar! – disse sentando na cama ao lado dela

- Querida, não sei se você sabe! Mas a empresa esta passando por dificuldades financeiras dês de que eu e seu pai nos separamos! – ela disse tentando desviar o olhar de mim – E dês de então eu venho tentado suprir nossos gastos sozinha, antes todo o dinheiro da empresa vinha para casa, agora os gastos são divididos – houve uma pausa ela ficou em silencio

- Mãe fala, você tem alguma coisa importante pra falar eu sei! – disse olhando fixamente para ela – você não estaria me falando isso por nada.

- Filha, seu pai entrou em uma ação judicial para tirar de mim a sua guarda e a de seu irmão! – ela disse com os olhos marejados

- Mãe! – eu disse e imediatamente a abracei, bem forte

- Filha, eu não quero perder vocês! – ela disse deixando lagrimas caírem

- E você não vai nos perder! – eu também me deixei levar por lagrimas – fica calma ta mãe? – eu disse enxugando suas lagrimas

- Ele quer acabar comigo! – ela disse e me abraçou novamente

- Mas ele não vai conseguir mãe! – disse acariciando suas costas – eu não vou deixar!

- Bom, vou la pra baixo agora filha! – ela disse tentando se recompor – não conte nada pro Joe ainda!

- OK mãe, fique tranquila! – disse me recompondo também – vai dar tudo certo!

Depois que minha mãe saiu do quarto,  deitei e fiquei olhando para o teto, sem pensar em nada quando me lembrei da mensagem do Matt, então era isso! Levantei  e voltei pro PC olhei no msn e ele não estava on, Justin estava pensei em ir falar com ele mais vi o sub Nick dizendo o seguinte “ Ocupado, com minha Ronnie (L) ” aff ignorei a ideia que tive e desliguei o computador. Peguei o celular e liguei pro Tommy

-Alo! – ele disse com uma voz grogue

- Tommy, podemos nos ver? – disse meio receosa

- Aconteceu algo Jane ?

- Queria o ombro do meu velho amigo de novo! – disse sentindo os olhos arderem

- No parque ?

- Sim!

- Agora!

[...]

Fui andando em direção ao parque, já estava começando a escurecer, me sentei no mesmo banco de sempre, logo Tommy chegou.

- O que houve pequena?

Eu não pensei duas vezes, me joguei nos braços dele em lagrimas, a ultima vez que aconteceu isso foi quando meus pais se separaram, chorei, ele não disse nada, apenas me acolheu em seus braços, quando me senti melhor nos separamos.

- Senti tanto sua falta Tommy! – disse triste – dês de que meus pais se separaram nada de bom acontece em minha vida!

- Não diga isso Jane! – ele disse tocando meu nariz um pouco rosado por causa do choro – me conte, o que aconteceu?

- A empresa não esta indo bem, maior parte dos lucros vão pro meu pai e minha mãe esta fazendo de tudo para nos criar mais pelo que ela disse parece que esta difícil então meu pai quer tirar eu e meu irmão da minha mãe Tommy! – disse deixando lagrimas caírem

- Own pequena, não fique assim! Tudo vai dar certo! – ele me colheu em seus braços novamente – achei que você queria conversar por outro motivo ..

- Qual ? – ergui a cabeça e enxuguei as lagrimas

- Não nada!

- Tommy Fala! – disse brava

-Tem certeza que não sabe?

- Do que você esta falando Tommy ? fala logo! – me endireitei

- Ronnie e Justin passaram a noite juntos!

- Eu imaginei – disse tentando não transparecer o que sentia – que eles sejam Felizes!

- Jane!

- Que foi ?

- Da pra ver que você gosta do Justin! – ele disse rindo

- Não gosto daquele idiota! – disse revirando os olhos – alias quero mais é que aqueles dois se explodam pra la!

- Jane, te conheço muito bem! – ele disse serio – sei que você esta apaixonada por ele! Como também sei

- Cala a boca Tommy! – eu o interrompi  - não quero mais falar disso!

- Ta bom! – ele disse e se levantou – fica de pé! – ele disse serio

- Pra que ? – perguntei confusa

- Já se esqueceu do cavalinho Feliz ? – ele perguntou rindo

- Ou, o cavalinho feliz ainda esta aqui! – disse sorrindo e me lembrando das coisas idiotas que inventávamos quando mais novos

Me levantei e subi nas costas de Tommy, ele saiu correndo comigo na cacunda e imitando um cavalo! Todos que estavam no parque ficaram olhando, nos apenas ignoramos. Depois caímos na grama e ficamos rindo da cara das pessoas. O cavalinho feliz definitivamente estava ali, e ele sempre me alegrava.

[...]

Cheguei em casa e fui direto pro quarto, eu não estava mais tão triste, mas também não estava feliz.  Me joguei na cama e soltei um suspiri. Acho que havia recuperado novamente a amizade de Tommy e isso me deixou definitivamente mais alegre. Porem, eu não podia negar, Tommy me conhece muito bem, eu só conseguia enganar a mim mesma, ou talvez nem isso mais havia uma certeza em mim eu estava apaixonada pelo Justin, e essa era uma péssima hora pra isso acontecer.

Amoores, me desculpem pela Demoora, é que estava definitivamente sem tempo! Espero que tenham gostado *-* com 5 comentarios posto o capitulo 24 ... Obrigada a voces que sentiram falta e que acompanham a IB *-* é tão gratificante isso gente '-' eu nao vou abandonar a Historia, talvez eu demore pra postar mais seempre vou postar '-' amo voces beijos e comentem, digam o que estao achando .. beeijos ♥